Justiça eleitoral flagra propaganda de candidato com efeito outdoor no Sairé

A equipe formada por juízes e promotores eleitorais, chefes de cartórios, polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal, que está atuando na vila de Alter do Chão, em Santarém, oeste do Pará, flagrou na noite de sexta-feira (21) propaganda eleitoral irregular de candidatos a deputado federal e deputado estadual, em um veículo que estava estacionado ao lado da Praça do Sairé.

 

Em poucos minutos a proprietária do veículo apareceu e foi informada de que a propaganda estava irregular, porque as imagens adesivadas nas laterais e da parte traseira do veículo – que estava posicionado em direção às barracas e à movimentação do público – tinham efeito outdoor.

 Os juízes eleitorais pediram que a proprietária do veículo retirasse os adesivos, sob pena de ter o carro guinchado. A mulher que estava trabalhando em um das barracas da praça, com venda de alimentos, ficou nervosa, chegou a chamar alguns palavrões, que foram ignorados pela fiscalização, do contrário, ela poderia ter sido presa por desacato.

 

O juiz eleitoral Alexandre Rizzi ressaltou que os adesivos foram retirados porque estavam com duas imagens dando efeito de outdoor em uma festa pública. “A gente tem ressaltado na imprensa que a manifestação individual e é permitida, mas existem algumas regras que devem ser respeitadas. Essas regras servem pra mim, servem pra você, servem para qualquer pessoa, inclusive para o dono desse carro que está parado no mesmo local há dois dias na mesma posição, com duas imagens irregulares nas laterais do carro e com efeito outdoor na parte de trás do carro. O procedimento é esse, a gente mandou retirar e assim foi feito”.

 

Parte dos adesivos de propaganda eleitoral irregular retirados do veículo foram levados pelos servidores da Justiça Eleitoral Parte dos adesivos de propaganda eleitoral irregular retirados do veículo foram levados pelos servidores da Justiça Eleitoral

 

Segundo o juiz, a princípio não será instaurado nenhum procedimento para apurar, porque apesar do nervosismo da proprietária do veículo que de início quis confrontar a fiscalização, os adesivos foram retirados.

 

Os fiscais da Justiça Eleitoral fizera anotações sobre o ocorrido e guardaram os adesivos retirados, para que havendo necessidade, seja instaurado procedimento para apuração.

 

Alexandre Risse ressaltou ainda que, o papel da fiscalização é orientar e reprimir, caso haja necessidade. “A pessoa foi pega em flagrante e caso ela se recusasse a retirar a propaganda irregular o carro poderia ser guinchado e conduzido até a retirada. O maior problema que as pessoas precisam entender é que todos estão sujeitos à lei. Em um caso de flagrante da fiscalização, não adianta ficar nervoso. É melhor obedecer do que correr o risco de cometer um desacato e ser preso opor uma besteira”, finalizou.


Fonte G1 

https://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/festival-do-saire/2018/noticia/2018/09/22/justica-eleitoral-flagra-propaganda-de-candidato-com-efeito-outdoor-no-saire.ghtml

Categoria:Noticias

Deixe seu Comentário